Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O Rouxinol de Cristo



            Chegou, enfim, a pobre família a uma mesquinha taverna, cujo dono não podendo ou querendo despedi-la, deu-lhe por abrigo, apenas por aquela noite, um casebre onde guardava os utensílios da cozinha e onde dormiam os porcos.

            Mandou retirar os animais, a fim de dar lugar à duquesa de Turíngia, a princesa real da Hungria.

            Tendo se lamentado quando tudo lhe tiraram, num momento de desespero havia dito: “Só me resta orar a Deus”!

            Mas este grau de humilhação lhe trouxe, subitamente, a calma de espírito, apenas achou-se neste lugar imundo.  As lágrimas secaram e um consolo imenso lhe encheu a alma: o consolo admirável do Espírito Santo.

            Sem poder conciliar o sono, e ouvindo o sino da Igreja de São Francisco, o mosteiro que ela, em vida do esposo, havia fundado, foi até lá e assistiu ao ofício divino: as Matinas.

            E suplicou aos franciscanos que cantassem o Te Deum, em ação de graças pelas grandes tribulações que Deus lhe havia enviado.  O cântico foi executado pelos frades, e certamente agradou a Deus como lhe agradam os cânticos dos anjos.

Fonte: Livro Santa Isabel e São Luis, Rei de França - Autora: Zica Magalhães - Editora  Revista Continente Editorial Ltda, 1981

Imagem: Franceschini Marcantonio , Visione di sant'Elisabetta d'Ungheria



Letra do Hino Te Deum em Português
(a tradução é variável, sendo a oficial a contida no hinário da CNBB)
Nós Vos louvamos, ó Deus,
nós Vos bendizemos, Senhor.
Toda a terra Vos adora,
Pai eterno e omnipotente.
Os Anjos, os Céus
e todas as Potestades,
os Querubins e os Serafins
Vos aclamam sem cessar:
Santo, Santo, Santo,
Senhor Deus do Universo,
o céu e a terra proclamam a vossa glória.
O coro glorioso dos Apóstolos,
a falange venerável dos Profetas,
o exército resplandecente dos Mártires
cantam os vossos louvores.
A santa Igreja anuncia por toda a terra
a glória do vosso nome:
Deus de infinita majestade,
Pai, Filho e Espírito Santo.
Senhor Jesus Cristo, Rei da glória,
Filho do Eterno Pai,
para salvar o homem, tomastes
a condição humana no seio da Virgem Maria.
Vós despedaçastes as cadeias da morte
e abristes as portas do céu.
Vós estais sentado à direita de Deus,
na glória do Pai,
e de novo haveis de vir para julgar
os vivos e os mortos.
Socorrei os vossos servos, Senhor,
que remistes com vosso Sangue precioso;
e recebei-os na luz da glória,
na assembleia dos vossos Santos.
Salvai o vosso povo, Senhor,
e abençoai a vossa herança;
sede o seu pastor e guia através dos tempos
e conduzi-o às fontes da vida eterna.
Nós Vos bendiremos todos os dias da nossa vida
e louvaremos para sempre o vosso nome.
Dignai-Vos, Senhor, neste dia, livrar-nos do pecado.
Tende piedade de nós,
Senhor, tende piedade de nós.
Desça sobre nós a vossa misericórdia,
Porque em Vós esperamos.
Em Vós espero, meu Deus,
não serei confundido eternamente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário